Editorial

Contador de visitas

Dicionário/Enciclopédia

Palavra:
 

Previsão do Tempo

Usuários pelo mundo

Mini Sermão-02/06/1978 - PE. Luiz Ximenes

A União começa em casa

Para viver satisfeito com a vida que é minha, eu preciso primeiro gostar de mim, acreditar em mim, nas minhas decisões, me contentar com o que tenho, compreender os outros, perdoar os seus defeitos, abrir todos os caminhos que levam à amizade e à simpatia, fechando os olhos ao que me desagrada, não humilhar ninguém (é preferível ser humilhado e não demonstrar), fugir da tristeza quando surgirem as decepções, não alimentar inveja, esconder o ciúme, ser delicado sobretudo com quem não é comigo, viver dentro do hoje. Mesmo que alguém me fira, mostrar sempre o sorriso nos lábios. O sorriso é uma espécie de sacramento, é uma benção e um gesto que acaricia o coração e a solidão dos outros.

Olhe meu querido paroquiano, irmã querida: comece em casa a tratar os seus familiares com amor. Todo mundo precisa de amor para poder suportar o sofrimento da vida. Quem não ama a si mesmo, como poderá amar o seu irmão, a sua irmã, o seu pai, a sua mãe, sua companheira ou companheiro de trabalho e de luta? Maridos amai vossas esposas! Mulheres obedecei aos vossos esposos! Alunos, respeitai vossas professoras! Filhos honrem seus pais. E os filhos sejam amados pelos pais.

Quando a união reina em casa, todo mundo se comunica lá fora, na sociedade. Ninguém se feche no porão escuro elevado ao exagero nos tranca dentro de nós mesmos; aceitamos sempre as pessoas como elas são, assim como Deus as fez. Elas não têm culpa de não nos agradarem com jeito. Como há também pessoas que não vão com o nosso modo de ser e nos aceitam assim mesmo.

Eu sou de opinião que ninguém deve cozinhar inimizades e se mostrar azedo para outros que não estão sabendo de nossos problemas e nem tem condições de resolvê-los.

Cuidado! Não plante tristeza no jardim de sua vida. Nem plante ódio no coração. Não compre briga. Não fale mal de ninguém para ninguém, porque segredo só era guardado enquanto você não perder a amiga. E nem todas as amizades perduram. Aquelas que são verdadeiras, por qualquer coisinha se diluem e morrem. Faça sempre o bem, embora você não seja correspondido. Nada perderá com isso. Mas todo mal que você fizer aos outros, está fazendo a você. Vingança, nunca. Isso é baixeza.